Entrevista do Mês – João Rosate – Campeão da Seletiva de Kart Petrobras 2017




 

O goiano João Rosate, de 17 anos, faturou sua vaga para a final da Seletiva durante a quarta e última etapa classificatória, realizada em João Pessoa (PB), no mês de outubro. Aos 17 anos, Rosate fez sua segunda participação entre os finalistas.

Na disputa final, o jovem demonstrou talento, com um ritmo forte e constante e dominou a decisão a 19ª edição da Seletiva de Kart Petrobras. Focado e determinado em todas as provas ele conquistou o título, e tornou-se o primeiro goiano campeão do evento. Ele faturou o prêmio de 85 mil reais, somando o total de 46 pontos.

 


1) Você liderou a final praticamente o tempo todo. Na sua opinião, o que fez essa diferença?

Foi tudo uma questão de estratégia, de como cuidar os seus pneus e que libra usar nas horas certas. Quem teve esse acerto se destacou.


2)
 Como avalia o nível da disputa da final?

Foi uma final extremamente competitiva, tanto os pilotos quanto os karts estavam muito nivelados, e na última prova a diferença entre o mais rápido e o mais lento, foi de apenas meio décimo de segundo.


3)
 Qual sua avaliação sobre o formato da final da Seletiva de Kart Petrobras?

Eu particularmente gosto muito do formato da Seletiva de Kart Petrobras, muito por conta da igualdade. Eles dão a chance do piloto provar seu desempenho e talento independente de equipamentos.


4)
 O que foi mais difícil durante a disputa da final?

Manter o foco, sem dúvidas foi o mais difícil. Foram muitas voltas em um nível absurdo de concentração e esforço. Uma das corridas mais difíceis da minha vida.


5)
 Você já comentou que seu objetivo de carreira é ingressar na Stock Car. Por que escolheu esse caminho?

Sempre gostei muito de carros de turismo, e atualmente a Stock Car tem crescido muito. Estou muito focado em meu sonho de crescer aqui no Brasil. Mas nada me impede de tentar outros objetivos em paralelo.

6) Você pensa em categorias de turismo fora do Brasil, como Nascar, DTM?

Penso muito. Desde a DTM, Blacpain, ao mundial de Endurance. Eu tenho uma guiada muito veloz e constante. Que considero ser importantíssima para corridas longas. Me vejo sim atuando em outros cenários mundo a fora.


7)
Agora, como campeão da Seletiva de Kart Petrobras, o que você diria aos pilotos que querem participar da disputa?

Corram atrás da vaga, vale a pena. E quando chegarem à final da Seletiva, fiquem tranquilos. Se você se classificou, você é tão bom quanto. Só mantenha a concentração e faça o que você sabe fazer.