Com o patrocínio da Petrobras, a Seletiva de Kart Petrobras foi criada em 1999 com a proposta de oferecer aos kartistas brasileiros a chance de dar continuidade as suas carreiras, em busca da profissionalização no automobilismo. O campeão de cada edição recebe uma premiação em dinheiro, atualmente a maior distribuída dentro da modalidade no Brasil. Além disso, desde 2014, um novo programa de orientação também premia os melhores colocados, com novas experiências no Brasil e Europa.


A cada nova temporada, a Seletiva dá a largada para mais um torneio com etapas classificatórias, realizadas em conjunto com os principais campeonatos regionais do país. No total, doze pilotos são selecionados para disputar o título na grande final em condições de igualdade e competitividade.


Os karts utilizados na final são fornecidos pela organização do evento, que também garante todo o suporte de estrutura e equalização dos equipamentos, para que na corrida decisiva vença o kartista que mostrar ser mais talentoso na pista. Tal regulamento não permite que os finalistas trabalhem no acerto do kart, apenas são autorizados a realizar ajustes pessoais. Para Binho Carcasci, promotor e organizador da Seletiva, esse compromisso com a qualidade é importante para garantir a segurança e a credibilidade da competição.


Participam do torneio apenas kartistas entre 15 e 18 anos de idade e, desde 2012, ex-campeões não podem defender seus títulos. Em média, aproximadamente 110 pilotos por ano tentam uma vaga na final da Seletiva.


Nomes como o do paulista Danilo Dirani (primeiro na lista de campeões), Nelsinho Piquet, Rafa Matos, Sérgio Jimenez, Bia Figueiredo, Felipe Nasr e Mario Romancini, entre tantos outros, já tiveram passagem pelo torneio. Considerada uma referência no Brasil, a Seletiva de Kart Petrobras é reconhecida (desde 2001) como evento oficial da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Comissão Nacional de Kart (CNK).


Além de promover e incentivar a carreira de jovens kartistas, contribuindo para o fortalecimento da base do automobilismo nacional, a Seletiva também investe em alguns projetos sociais.


Por meio da Copa Petrobras Sorriso Campeão, desde 2003, proporciona assistência odontológica gratuita por um ano aos mecânicos das equipes do vencedor da etapa. O benefício também se estende aos filhos (de até 12 anos) e esposas destes profissionais.


A longevidade do projeto, um dos poucos no Brasil a atingir mais de 15 anos, tendo uma empresa como patrocinadora, comprovam a seriedade do trabalho e impulsionam os organizadores a continuar ajudando o kartismo no país.


Resultados

 

 

2016, Granja Viana (SP)

 

1) Marcel Coletta (SP), 40 pontos  
2) Lucas Okada (DF), 36
3) Gabriel Sereia (SP), 31
4) Arthur Leist (RS), 30
5) Bruno Bertoncello (RS), 30
6) Luiz Filipe Matheus (SP), 29
7) Pedro Goulart (RS), 20
8) Victor Schoma (SP), 13
9) João Victor Zanetti (PR), 13
10) Gabriel Paturle (MG), 13
11) Gustavo Zwetkoff (MG), 7
12) Matheus Tonussi (MG), 0

2015, Granja Viana (SP)

 

1) Vinícius Papareli (SP), 38,5 pontos
2) Gaetano di Mauro (SP), 34,5
3) Bruno Bertoncello (RS), 32
4) Zaiya Fontana (RJ), 31
5) João Vitor Rosate (GO), 29,5
6) Gabriel Silva (AM), 21,5
7) Gabriel Sereia (SP), 17
8) Luiz Branquinho (GO), 16
9) Luiz Matheus (SP), 14
10) Sérgio Crispim (PB), 13
11) Juan Vieira (SP), 11
12) Murilo della Coletta (SP), 7

 

2014, Guaratinguetá (SP)


1) Pietro Rimbano (SP), 45 pontos
2) Vinicius Papareli (SP), 40
3) Matheus Leist (RS), 30
4) Mauro Auricchio (SP), 28
5) Zaiya Fontana (RJ), 25
6) Renato Jr. (RJ), 20
7) Yurik Carvalho (SP), 17
8) Vitor Baptista (SP), 16
9) Bruno Bertoncello (RS), 13
10) Matheus Iorio (SP), 12
11) Kim Junqueira (GO), 10
12) Victor Matzenbacker (RS), 10


2013, Granja Viana (SP)


1) Olin Gali (RJ) 43 pontos
2) Matheus Leist (RS) 40
3) Pietro Rimbano (SP) 33
4) Pedro Cardoso (DF) 33
5) Vinicius Papareli (SP) 26
6) Bruno Bertoncello (RS) 21
7) Vitor Baptista (SP) 16
8) Joaquim Junqueira (GO) 15
9) Renato Silveira Jr. (RJ) 14
10) Paulo Victor (MG) 11
11) Nano Monteiro (PE) 10
12) Marcos Vieira (TO) 7



2012, Nova Odessa

1) João Vieira (TO), 46 pontos
2) Gabriel Casagrande (PR), 36
3) Johilton Pavlak (RN), 33
4) Olin Galli (RJ), 31
5) André Pedralli (PR), 29
6) Victor Fazekas (PE), 24
7) Joaquim Junqueira (GO), 17
8) Ariel Varella (ES), 17
9) Renato Júnior (RJ), 16
10) Guilherme Salas (SP), 15
11) Ítalo Leão (DF), 11
12)Jean Aguiar (SP), 7

2011, Registro


1 - Felipe Guimarães (DF) - 52 pontos 
2 - Gabriel Casagrande (PR) - 36 
3 - Guilherme Salas (SP) - 31 
4 - Lucas Nogueira (MG) - 31 
5 - Felipe Fraga (TO) - 29 
6 - Jonathan Louis (PR) - 25 
7 - Fabio Raupp (SC) - 17 
8 - Olin Galli (RJ) - 16 
9 - Victor Fazekas (PE) - 13 
10 - André Pedralli (PR) - 12 
11 - Deivid Lopes (RS) - 7 
12 - Gustavo Lima (DF) - 7

 

2010, Itu


1º Felipe Fraga (TO), 43 pontos
2º Guilherme Salas (SP), 37
3º Jonathan Louis (PR), 33
4º João Câmara (GO), 33
5º Vinicius Perdigão (BA), 30
6º Johilton Pavlak (RN), 23
7º Jean Aguiar (SP), 18
8º Victor Franzoni (SP), 13
9º Guilherme Silva (MG), 13
10º Felipe Donato (RS), 13
11º André Pedralli (PR), 13
12º Ítalo Leão (DF), 13

2009, Volta Redonda


1 Jonathan Louis (PR), 45 pontos
2 Leonardo Cordeiro (SP), 35
3 Vitor Teiji (PR), 33
4 Felipe Fraga (TO), 32
5 Gabriel Navarrete (GO), 31
6 Luana Pedrosa (RJ), 29
7 Pietro Fantin (PR), 21
8 Claudio Cantelli (PR), 13
9 Eduardo Banzoli (SP), 12
10 Bruno Bonifácio (SP), 11
11 Matheus Protti (SP), 11
12 Vinícius Perdigão (BA), 7

 

2008, Granja Viana


1. Leonardo Cordeiro (SP), 48 pontos
2. Nicolas Costa (RJ), 39
3. Felipe Guimarães (DF), 34
4. Vitor Teiji (PR), 34
5. Gabriel Navarrette (GO), 31
6. Marcelo Anselmi (PR), 20
7. Paulo Grassi (SP), 15
8. Felipe Nasr (DF), 15
9. Douglas Hiar (SP), 13
10. Guilherme de Conto (PR), 13
11. Pipo Derani (SP), 10
12. Marcelo Medeiros (MA), 10

2007, Piracicaba


1. Rafael Suzuki (SP) ­ 50 pontos
2. César Ramos (RS) ­ 38
3. Felipe Guimarães (DF) ­ 33
4. Douglas Hiar (SP) ­ 33
5. Alexandre Ruiz (SP) ­ 31
6. Gabriel Dias (PR) ­ 29
7. Dennis Dirani (SP) ­ 27
8. João horto (SP) ­ 25
9. Alain Sisdeli (SP) ­ 23
10. Alberto Cattucci (SP) ­ 21
11. João Paulo Gelain (PR) ­ 12
12. Nicolás Cotignola (ARG) ­ 11
13. Igor Veras (GO) ­ 11
14. Maximiliano Vivot (ARG) - 10

 

2006, Curitiba
Graduados A

1-Guilherme de Conto (PR), 40;
2-Gabriel Dias (PR), 40;
3-Cesar Ramos (RS), 38;
4-Rafael Suzuki (SP), 28;
5-Fabiano Machado (SP), 26;
6-Dennis Dirani (SP), 24;
7-Denis Navarro (SP), 22;
8-Matias Mila (ARG), 22;
9-Leonardo Cordeiro (SP), 22; 
10-Nestor Girolami (ARG), 20;
11-Rafael Mendonça (PE), 10;
12-Carlitos Eduardo (MA), 8. 

 

Graduados B

1) Felipe Guimarães, 40 pontos;
2) João Cunha, 31;
3) Vitor Teiji, 24;
4) Guilherme Camilo, 18;
5) Caio Lara, 16.

 

2005, Brasília
Graduados A


1 Guilherme de Conto (PR), 32 pontos; 
2 Rafael Suzuki (SP), 30; 
3 Clemente Faria Jr. (MG), 25; 
4 Mario Romancini (SP), 24; 
5 Caio Zanani (DF), 23; 
6 Cláudio Cantelli (PR), 14;
7 Dennis Dirani (SP) 14;
8 Lucas Finger (SP), 14; 
9 Lucas Rodrigues (RS), 12; 
10 Sérgio Jimenez (SP), 11; 
11 Vinicius Quadros (RS), 10; 
12 Fernando Cevallos (EQU), 8

Graduados B
1- Gabriel Dias – 26 pontos 
2- Guilherme Camilo – 18 pontos 
3- Douglas Hiar – 14 pontos 
4- Leonardo Cordeiro – 14 pontos 
5- Fabiano Machado – 12 pontos 
6- Tales Dias – 10 pontos

 

2004, Caraguatatuba (SP)

1 Rafael Daniel (SP) 38 pontos
2 Sérgio Jimenez (SP) 27 pontos
3 Mario Romancini (SP) 25 pontos
4 Clemente Faria Jr. (MG) 20 pontos
5 Jhonatthan Rechzinski (PA) 17 pontos
6 Eduardo Leite (SP) 17 pontos
7 Rafael Suzuki (SP) 17 pontos
8 Lucas Finger (SP) 16 pontos
9 João Gonçalves (SP) 12 pontos
10 Thiago Mendes (RN) 12 pontos
11 Caio Zanani (DF) 8 pontos
12 Emanuel Bailheres (ARG) 8 pontos

 

2003, Belo Horizonte (MG)

1 Rafael Daniel (SP) 31 pontos
2 Bia Figueiredo (SP) 27 pontos
3 André Nicastro (RJ) 27 pontos
4 Sérgio Jimenez (SP) 26 pontos
5 David Trindade (SP) 20 pontos
6 Rafael Suzuki (SP) 18 pontos
7 Júlio Campos (PR) 15 pontos
8 Vinícius Quadros (RS) 14 pontos
9 Rafael Monteiro (SP) 12 pontos
10 Cayriton Martins (GO) 11 pontos
11 Felipe Lapenna (SP) 8 pontos
12 João Neto (PB) 8 pontos

 

2002, Granja Viana (SP)

1 Rafael Daniel (SP) 35 pontos
2 Ruben Carrapatoso (SP) 30 pontos
3 André Nicastro (RJ) 26 pontos
4 Alan Hellmeister (SP) 25 pontos
5 Sérgio Jimenez (SP) 18 pontos
6 Felipe Lapenna (SP) 17 pontos
7 Bia Figueiredo (SP) 15 pontos
8 Diego Nunes (SP) 13 pontos
9 Galid Osman (SP) 11 pontos
10 Leonardo Casado (PB) 11 pontos
11 Emerson Silveira (MG) 8 pontos
12 Bruno Martins (PA) 8 pontos

 

2001, Tarumã (RS)

1 Sérgio Jimenez (SP) 31 pontos
2 Júlio Campos (PR) 31 pontos
3 Rafael Daniel (SP) 29 pontos
4 Bia Figueiredo (SP) 28 pontos
5 Marcello Thomaz (SP) 22 pontos 
6 Rafael Matos (MG) 17 pontos
7 Renato Jader David (SP) 16 pontos
8 Paulo Machado (RS) 16 pontos
9 José Gimenez (SP) 11 pontos
10 Rodrigo Leite (MA) 11 pontos
11 Bruno Martins (PA) 9 pontos
12 Felipe Bezerra (RN) 8 pontos

 

2000, Curitiba (PR)

1 Júlio Campos (PR) 29 pontos 
2 Sérgio Jimenez (SP) 27 pontos 
3 Eduardo Dieter (RS) 19 pontos 
4 Paulo Machado (RS) 18 pontos 
5 Marcello Thomaz (SP) 15 pontos 
6 Magno Gaia (SP) 15 pontos 
7 Francesco Ventre (RS) 10 pontos 
8 Bruno Martins (PA) 10 pontos 
9 Tuka Rocha (SP) 10 pontos 
10 José Gimenez (SP) 8 pontos 
11 Lico Kaesemodel (PR) 8 pontos 
12 Roberto Streit (RJ) 8 pontos

 

1999, Granja Viana (SP)

1 Danilo Dirani (SP) 80 pontos
2 Roberto Streit (RJ) 64 pontos
3 Marco Dorigon (PR) 52 pontos
4 Pedro Araújo (RO) 52 pontos
5 Júlio Campos (PR) 48 pontos
6 Allam Khodair (SP) 42 pontos
7 Tuka Rocha (SP) 39 pontos
8 Leonardo Lannes (RJ) 32 pontos
9 Marco Gagliano (SP) 26 pontos
10 Jeison Teixeira (RJ) 26 pontos
11 Marcelo Vaz (PR) 21 pontos
12 Thiago Fraga (RJ) 3 pontos