GABRIEL DIAS VENCE A GRADUADOS B E FICA COM O PRÊMIO DE R$ 18 MIL DA SELETIVA PETROBRAS

14/12/2005
Gabriel Dias chegou a Brasília (DF) com apenas um objetivo. Queria mostrar aos adversários que tinha condições de ser o mais rápido mesmo em igualdade de equipamentos. Ele teve a chance nesta terça-feira (13), na final da Seletiva de Kart Petrobras, válida pela categoria Graduados B. Quando deixou o kartódromo do Guará, no fim da tarde, havia atingido sua meta. Conquistou o título passando por cima de todos os concorrentes. De quebra, levou o prêmio de R$ 18 mil oferecido ao campeão, que serve de incentivo para a carreira. Gabriel Dias já tem até planos para o cheque que recebeu. Quer treinar em alguma categoria de automobilismo ou correr de kart na Europa. Neste ano, ele foi o melhor representante brasileiro no Mundial de Kart, realizado em setembro, em Portugal. “Foi uma resposta para a ‘turma do barulho’, que vive dizendo que ando na frente porque tenho o melhor equipamento. Fui o mais rápido em todos os treinos e corridas e venci em todos os critérios que fazem um campeão na Seletiva de Kart Petrobras: a regularidade, a velocidade e a técnica. Treinei demais o ano inteiro para enfrentar qualquer situação e o resultado só poderia ser esse”, disse Gabriel Dias. Durante o evento, os pilotos utilizam karts sorteados pela organização, com os mesmos chassis, motores e pneus. “O prêmio veio em ótima hora. Final de ano é sempre complicado, principalmente para quem está no automobilismo, um esporte tão caro. Quero aproveitar cada centavo para investir na minha carreira e crescer o máximo possível em 2006”, concluiu. Nem a experiência no circuito permitiu que o brasiliense Guilherme Camilo impedisse a conquista de Gabriel Dias. Ele foi um dos destaques da competição, chegou a liderar a primeira bateria e chegou em segundo na prova final. Uma seqüência de falta de sorte e a boa forma do adversário foram os empecilhos. “Dois fatores foram fundamentais para eu não ficar com o prêmio. O final da primeira corrida, que foi muito ruim, não podia ter perdido aquelas posições, e a largada da segunda bateria. Quem largava por fora, como era o meu caso, passava por um ponto com água e perdia tempo. Acabei caindo para último e aí não tinha mais jeito”, lamenta. “Só de estar entre os seus melhores do Brasil, na Seletiva, já é um orgulho”. A chuva trouxe um desafio a mais para os pilotos ao longo do dia. A primeira corrida teve pista totalmente molhada. Na segunda, o asfalto estava um pouco mais seco. A final da Seletiva de Kart Petrobras prossegue nesta quarta-feira (14), com o início da programação da Graduados A. O campeão, no entanto, será definido apenas na quinta-feira (15). Os finalistas são Guilherme de Conto, Mario Romancini, Cláudio Cantelli, Sérgio Jimenez, Clemente Faria Jr., Vinícius Quadros, Rafael Suzuki, Lucas Rodrigues, Lucas Finger, Fernando Cevallos e o brasiliense Caio Zanani. O prêmio para o campeão da Graduados A será de R$ 70 mil e o melhor estreante leva R$ 7 mil. Todos os vencedores da Seletiva de Kart Petrobras nos anos anteriores chegaram ao automobilismo: Danilo Dirani (integrante da equipe Honda na Fórmula 1), Júlio Campos (da Stock Car Light), Sérgio Jimenez (campeão da F-Renault Brasileira em 2002) e Rafael Daniel (da Stock Car Light).