PILOTO BRASILIENSE SAI NA FRENTE NA DISPUTA PELOS R$ 70 MIL DA SELETIVA PETROBRAS

14/12/2005
Um ano inteiro treinando com equipamento semelhante, no palco da decisão. Ninguém chegou à final da Seletiva de Kart Petrobras mais preparado que o brasiliense Caio Zanani, que lidera a tabela de classificação depois das tomadas de tempo e da primeira corrida eliminatória da categoria Graduados A (para pilotos entre 16 e 21 anos), disputadas nesta quarta-feira (14), no kartódromo do Guará, em Brasília (DF). Ele tem um longo caminho pela frente, precisar passar pela semifinal e ainda enfrentar as duas provas finais, mas surge com um favoritismo mais do que natural. Sem patrocínio, o piloto passou a temporada inteira se preparando exclusivamente para a decisão da Seletiva de Kart Petrobras. Conhecer o traçado melhor do que ninguém foi o grande trunfo de Caio Zanani. Foi o que permitiu que o piloto conseguisse todos os pontos possíveis no primeiro dia de atividades. "Eu senti que poderia andar bem assim que terminei a primeira tomada de tempo, na frente do Sérgio Jimenez (pentacampeão brasileiro de kart). A minha corrida foi uma das mais difíceis e valeu demais a experiência na pista e a dedicação para esta final", disse o brasiliense, que ganhou o duelo com o paulista Lucas Finger para vencer a prova. Seus principais adversários na disputa pelo prêmio de R$ 70 mil oferecido ao campeão do evento são o paranaense Guilherme de Conto e o paulista Rafael Suzuki, ambos com 14 pontos, dois a menos que Caio Zanani. A final da Seletiva de Kart Petrobras termina nesta quinta-feira (15). A primeira atividade do dia, por volta das 10h00, será a repescagem para os pilotos que perderam a primeira eliminatória (Fernando Cevallos, Vinícius Quadros e Sérgio Jimenez). Em seguida, começa a semifinal. Serão dez pilotos, divididos em duas corridas de cinco participantes. A primeira terá um grid formado por Caio Zanani, Mario Romancini, Rafael Suzuki, Lucas Finger e o vencedor da repescagem. Na outra, andam Guilherme de Conto, Clemente Faria Jr., Cláudio Cantelli, Lucas Rodrigues e Dennis Dirani. Os dois primeiros colocados de cada prova passam para as baterias finais. Terceiro e quarto lugares participam de uma segunda repescagem, que classifica mais um piloto.