CESAR RAMOS VENCE DUAS VEZES E GARANTE O TÍTULO DA COPA PETROBRAS SORRISO CAMPEÃO

04/02/2007
O kartismo paulista andava, por assim dizer, adormecido. E acordou cheio de disposição neste sábado (3), em Interlagos (SP), com a Copa Petrobras Sorriso Campeão, evento que abriu a temporada da modalidade. No total, foram mais de cinqüenta karts divididos nas cinco categorias que formaram a programação, com destaque para a Graduados, a principal delas, que reuniu mais de trinta inscritos. O segredo para espantar a crise que atormentou o kartismo no final do ano passado foi criar uma série de atrativos para os pilotos, incluindo a redução dos custos por meio dos motores sorteados, prêmios em dinheiro e espaço na televisão. E no fim das contas, ainda havia três vagas para a final da Seletiva de Kart Petrobras em disputa, exclusivamente para os participantes da categoria Graduados. A chance de chegar à decisão do evento, que oferece um total de R$ 100 mil para o campeão, trouxe para a prova até mesmo pilotos que nem andam mais regularmente de kart, como Clemente Faria Jr., da F-3 Sul-Americana, Felipe Pohletto e Guilherme de Conto, da Stock Jr., e Gabriel Tojal, da F-São Paulo. Mas nenhum deles conseguiu superar o gaúcho Cesar Ramos, revelação da Seletiva de Kart Petrobras do ano passado, que venceu as duas baterias e ficou com o título. Nem o próprio piloto esperava tamanha superioridade diante de tantas feras. “Sinceramente, eu achava que seria bem mais difícil, me surpreendi com a vantagem que consegui abrir tanto na primeira quanto na segunda prova”, conta Cesar Ramos. Ele nem foi ameaçado pelos adversários. Na primeira corrida, saiu em terceiro, fez uma largada inteligente, assumiu a segunda posição e logo deu o bote para cima do líder, Rafael Suzuki. Na segunda bateria, partindo na frente, liderou o tempo inteiro e ganhou com mais de quatro segundos de vantagem. “Acho que a experiência na final do ano passado vai me ajudar a brigar pelo prêmio agora em 2007”, comenta Cesar Ramos. Nesta temporada, o garoto pretende fazer o campeonato da Fórmula Renault Italiana. O prêmio de R$ 100 mil, que ele pode conquistar no fim do ano se vencer a final da Seletiva de Kart Petrobras, deve garantir parte do orçamento para a seqüência de sua carreira no automobilismo europeu em 2008. Além dele, asseguraram lugar na final da Seletiva de Kart Petrobras o segundo colocado, Felipe Guimarães, e o terceiro, Gabriel Dias. Outros que merecem destaque são Gabriel Tojal e Felipe Apezzato, autores das melhores voltas na primeira e segunda corridas, respectivamente. Rafael Suzuki, apesar de não conquistar a vaga, andou bem nas duas provas. As demais corridas também renderam bons espetáculos para quem esteve em Interlagos. Pela categoria Cadete (pilotos entre 8 e 10 anos de idade), o vencedor foi Erik Gasparini, superando o pole Maurício Gallinari. Já pela Júnior Menor, amplo domínio de Jean Aguiar. Bruno Bonifácio chegou ao bicampeonato na Copa Petrobras Sorriso Campeão, agora pela Júnior. E na Novatos, festa de Francisco Weiller, que fazia sua primeira corrida de kart, depois de se formar numa escola de pilotagem. Ele terminou em terceiro, mas herdou a taça depois da desclassificação dos primeiros colocados, que estavam com o equipamento fora do regulamento. Mas quem teve muito o que comemorar mesmo foram os mecânicos. Cada equipe indicou dois deles para o Projeto Sorriso Campeão, que oferece um ano tratamento odontológico básico gratuito para os mecânicos, suas esposas e filhos de até 12 anos. Houve até uma competição exclusiva para eles, o Desafio Petrobras de Equipes, que premiou a Sabiá pelo segundo ano consecutivo como o time mais rápido na montagem do kart. Já a Jonas ficou com a segunda posição. A campeã recebeu um cheque de R$ 1 mil e a segunda colocada ficou com R$ 500. No total, entre todas as categorias, a Copa Petrobras Sorriso Campeão ofereceu R$ 11.500 em prêmios. O promotor do evento e da Seletiva de Kart Petrobras, Binho Carcasci, ficou extremamente satisfeito com o resultado de suas iniciativas. “Se o kartismo estava adormecido, bastou um tapa para ele voltar com tudo, colocando mais de trinta karts no grid da Graduados. O que aconteceu aqui mostra que a saída para a modalidade é mesmo oferecer bons eventos, diminuir os custos o máximo possível e dar aos pilotos mais do que uma corrida de kart”, afirmou. O evento contou com a presença de Nilson Antonio, da área de patrocínio e esportes a motor da Petrobras Distribuidora. “Fiquei impressionado com o número de inscritos, superando nossas expectativas mais uma vez, demonstrando o potencial do kartismo no Brasil”, afirmou.

Warning: getimagesize(pictures/160.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/seletivadekartpetrobras.com.br/web/noticias/page2m.php on line 32