HORTO SUBSTITUI ROSARIO NA FINAL DA SELETIVA

08/11/2007
O atual campeão brasileiro, André Rosário, precisou abrir mão de sua vaga na final da Seletiva de Kart Petrobras, que será disputada nos dias 20 e 21 de novembro, em Piracicaba (SP), em razão de compromissos na faculdade. A decisão foi tomada porque a perda destas atividades poderia prejudicar seu desempenho no semestre. “Não é a primeira vez que isso acontece. A faculdade é tão importante quanto qualquer competição para a molecada desta idade. Fico triste por não vê-lo disputando o prêmio, mas entendo perfeitamente os motivos”, afirma Binho Carcasci, promotor do evento. A opção de André Rosário abriu as portas de forma merecida para um concorrente. O paranaense João Horto, de 17 anos, herdou a vaga e terá a chance de estar entre os catorze melhores kartistas do Brasil. Ele foi o vice-campeão brasileiro da categoria Graduados B, vencida pelo baiano, e desta forma se tornou o substituto natural do adversário. “Foi bem inesperado. Estive perto da classificação no meio do ano, mas não espera que ela viesse assim, de repente”, comemorou o piloto, que mudou para São Paulo neste ano para se concentrar na carreira. Ele mesmo considera 2007 seu “primeiro ano profissional”. Apesar da pouca experiência, o currículo de João Horto faz jus ao lugar que acaba de conquistar. Por duas vezes, ele foi campeão sul-brasileiro de kart, torneio disputado apenas no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, mas que atrai alguns dos principais competidores da região Sudeste. Neste ano, foi vice-campeão brasileiro e terceiro colocado na Copa Brasil de Kart. Parte dos adversários que vai encontrar na decisão da Seletiva de Kart Petrobras ele já conhece do Campeonato Paulista Light, que passou a disputar regularmente. A única novidade será a pista. João Horto nunca andou em Piracicaba. “Agora, tenho que me programar. Não conheço o traçado, mas vou fazer alguns testes antes da Seletiva para pegar a mão”, comentou. O pouco tempo de kart o faz ter dúvidas sobre o que fará se ganhar o prêmio de R$ 100 mil oferecido ao campeão. “Comecei a correr um pouco tarde, então preciso falar primeiro com a equipe e com meus pais, para ver se já tenho condições de guiar um fórmula, se minha experiência já é suficiente. Caso contrário, fico mais um ano no kartismo”, concluiu. Boa parte dos classificados deve visitar Piracicaba já na próxima semana para testes.