FELIPE GUIMARÃES VOLTA AO KART PARA GARANTIR VAGA NA SELETIVA

07/05/2008
Um convidado especial tomou conta da segunda etapa classificatória da Seletiva de Kart Petrobras, disputada neste domingo (20), em Goiânia (GO), dentro da Copa Centro-Oeste de Kart. O brasiliense Felipe Guimarães, de 17 anos, que tem sido escalado como piloto de testes da equipe brasileira na A1GP, voltou ao kart especialmente para disputar uma vaga na decisão do evento, de olho no título que pode garantir R$ 100 mil para a seqüência de sua carreira em 2009. Uma quantia importante para quem já está fazendo carreira no exterior, depois de diversas conquistas na modalidade de base, incluindo o hexacampeonato na Copa Brasil de Kart. “Eu vim mais pela Seletiva mesmo, para tentar esta vaga, já que não estou mais andando regulamente de kart. Fiz uma prova nos Estados Unidos recentemente, só para não ficar parado, mas estou concentrado na A1GP e procurando uma categoria de fórmula para andar lá fora. Então, o objetivo aqui foi cumprido”, disse. Cumprido com folga, diga-se. Ele registrou a pole position e ganhou as duas baterias sem grandes ameaças – mesmo na etapa com o maior grid da Copa Centro-Oeste de Kart. Agora, Felipe quer se preparar para a final, tentando evitar o que houve em 2007. No ano passado, não chegou à decisão tão preparado quanto gostaria, ele reconhece. “A final de 2007 serviu de aprendizado. Quero aproveitar esta temporada para me preparar melhor, andar um pouco mais de kart, para não chegar tão cru”, revelou. O piloto que andou mais próximo de Felipe Guimarães em Goiânia foi aquele que já não brigava por mais nada. Felipe Nasr, segundo colocado no grid, terceiro na primeira bateria e segundo na última, tem vaga garantida na decisão da Seletiva de Kart Petrobras desde fevereiro, quando ganhou a Copa Petrobras Sorriso Campeão. Com isto, seu lugar foi repassado ao terceiro da bateria decisiva, o goiano Gabriel Navarrete. Que teve em Goiânia toda a sorte que lhe faltou na etapa classificatória de São Paulo, onde quebrou quando se aproximava dos líderes. Ele largou apenas em nono lugar, foi o sétimo na primeira corrida do dia, mas viu um belo caminho abrir-se à sua frente ainda na primeira volta da prova decisiva. Uma confusão na primeira curva fez com que ele ganhasse três posições logo na largada. Depois, ainda na primeira volta, passou o terceiro colocado e seu maior concorrente pela vaga, Yann Cunha. A performance inicial empolgou Gabriel Navarrete. Andou rápido o suficiente para alcançar Nasr, mas preferiu não atacar, já sabendo que o adversário não disputava a classificação. “Não vale a pena. Eu poderia ganhar uma posição, mas estaria arriscando todo o trabalho sem motivo, porque ele não brigava pela classificação, enquanto eu vim para cá pensando exclusivamente nisto”, contou o menino de apenas 14 anos. Será a primeira participação dele na final da Seletiva de Kart Petrobras. O que fazer se ganhar o prêmio? Ele nem faz idéia. “Ainda sou muito novo. Acho que o mais prudente, mesmo se eu ganhar, seria continuar no kart”, analisou. Se a história é escrita pelos vencedores, então que haja um capítulo especial para o brasiliense Yann Cunha, que apesar de não ter conseguido a vaga esteve num bom ritmo durante todo o domingo. Com o resultado, subiu para cinco o número de finalistas já definidos para a Seletiva de Kart Petrobras: Felipe Nasr, Douglas Hiar, Vitor Teiji, Felipe Guimarães e Gabriel Navarrete. A próxima prova classificatória será a Etapa Sul, em Nova Santa Rita (RS), no kartódromo do Velopark. Mais uma vez, a Seletiva de Kart Petrobras mostrou sua força dentro dos campeonatos regionais, atraindo para o grid da Copa Centro-Oeste de Kart nomes que vieram de fora exclusivamente para tentar as vagas, como os classificados e os paulistas Fábio Gamberini e Bruno Andrade. As corridas tiveram também uma representante feminina, com a participação da menina Luciana Alves, de Brasília. Este é o 10º ano da Seletiva de Kart Petrobras, que surgiu em 1999 e já teve Danilo Dirani, Sérgio Jimenez, Júlio Campos, Rafael Daniel, Guilherme de Conto e Rafael Suzuki como campeões.