RAFAEL SUZUKI GANHA DISPUTA COM PILOTO BRASILIENSE E ESTÁ NA FINAL DA SELETIVA

28/08/2005
Rafael Suzuki se diz muito mais maduro e experiente para disputar o prêmio de R$ 70 mil da Seletiva de Kart Petrobras, em dezembro, contra os melhores pilotos do Brasil e um representante estrangeiro. O direito de estar entre os finalistas ele conquistou neste domingo (28), em Imperatriz (MA), durante a sexta etapa classificatória. Será sua terceira participação consecutiva na decisão do evento. O piloto, que vem competindo na Europa, foi até o Maranhão apenas para tentar assegurar sua vaga. Para atingir o objetivo, o paulista Rafael Suzuki precisou superar o brasiliense Rafael Blanco, que também saiu de Brasília (DF) especialmente para buscar um lugar entre os classificados. A disputa entre ambos foi a grande atração do evento. Blanco fez a pole position, mas acabou superado por Suzuki logo na largada e não conseguiu mais alcançar o adversário, que ganhou a primeira bateria. Na segunda prova do dia, que valia o dobro dos pontos, o brasiliense estava na frente do concorrente, em segundo lugar (resultado que lhe garantia a vaga), quando foi ultrapassado na última volta por Rafael Suzuki. A manobra, a quatro curvas da bandeirada, gerou polêmica e até mesmo um protesto de Rafael Blanco. A direção de prova entendeu que a ultrapassagem foi limpa e confirmou o resultado. A disputa particular permitiu que outro piloto se destacasse. Felipe Guimarães foi o segundo na primeira bateria e ganhou a segunda. Terminou em primeiro na pontuação, mas não levou a vaga por estar abaixo da idade mínima exigida por regulamento (16 anos). Rafael Suzuki, o segundo colocado na soma de pontos, ficou com o lugar na final. “O fim de semana não foi fácil, tivemos alguns problemas com o kart, e o resultado final foi a recompensa do nosso trabalho. Agora é me preparar para a final da Seletiva. Será a minha terceira. Estou muito mais maduro e aprendi com as lições dos anos anteriores, o que me faz chegar ainda mais forte na disputa”, disse Rafael Suzuki, que esteve entre os favoritos desde que disputou sua primeira final, em 2003. “Por uma série de motivos, algumas vezes por culpa minha mesmo, acabei ficando sem o prêmio. Mas deste ano não passa”, promete. A confiança não tira o equilíbrio de Rafael Suzuki. Ele prefere nem falar sobre o que pode fazer com o prêmio. “O importante é trabalhar, tentar melhorar cada vez mais e vencer a Seletiva. Só que eu não gosto de planejar antes de ter certeza. Quero conquistar o prêmio primeiro para depois decidir em qual categoria vou investir o dinheiro. A idéia é partir para o automobilismo, mas vamos ver o que acontece”, revela. A etapa do Maranhão, que garantiu a presença de Rafael Suzuki na final, é sempre a mais festiva do calendário. As arquibancadas receberam 1.500 pessoas, um público muito bom para uma prova de kart. O evento também teve a presença do prefeito de Imperatriz, Ildon Marques, e do senador João Alberto. A próxima prova de classificação será disputada em Porto Alegre (RS), no dia 18 de setembro. Já são nove os finalistas da Seletiva de Kart Petrobras, marcada para a cidade de Brasília, na categoria Graduados A: Guilherme do Conto, Mario Romancini, Cláudio Cantelli, Caio Zanani, Sérgio Jimenez, Clemente Faria Jr., Vinícius Quadros, Rafael Suzuki e o equatoriano Fernando Cevallos. O prêmio para o campeão será de R$ 70 mil e mais R$ 7 mil para o melhor estreante.