SELETIVA PETROBRAS FAZ PRIMEIRA PROVA OFICIAL DO KARTÓDROMO DE ARACAJÚ

05/10/2005
O quadro de federações da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) está crescendo. Com a construção do Kartódromo Internacional Emerson Fittipaldi, em Aracajú, o Estado do Sergipe começa a entrar de vez no mapa do esporte a motor no país. A pista, recém-construída, receberá sua primeira corrida oficial neste sábado (8). Será uma prova especial, independente de qualquer campeonato, valendo classificação para a final da Seletiva de Kart Petrobras. O vencedor garante uma vaga para disputar um total de R$ 77 mil em prêmios na decisão do evento, marcada para dezembro, em Brasília. O vice-presidente da CBA, Cleyton Pinteiro, chega ao Sergipe no final desta semana para homologar o circuito e oficializar a criação da Federação Sergipana de Automobilismo, que integra três clubes locais (o mínimo exigido pela entidade máxima do esporte). O processo é bastante parecido ao aplicado no Maranhão, há cinco anos, que resultou na criação da FAEM (Federação de Automobilismo do Estado do Maranhão). A corrida da Seletiva de Kart Petrobras em Aracajú terá a supervisão de Cleyton Pinteiro, que também acompanhou de perto as atividades inicias no Maranhão. “Receber a Seletiva de Kart Petrobras tem grande importância para o nosso Estado. O evento vai mudar a visão do kartismo no Nordeste, trazendo mais profissionalismo. A região merece. Este autódromo já está entre os maiores do Brasil (tem 1.360 metros de extensão) e queremos torná-lo uma referência para o esporte no país”, afirma Roberto Mellara, que trabalhou no projeto do kartódromo e será o presidente da nova Federação Sergipana de Automobilismo. A iniciativa de estar presente na formação de mais uma federação mostra a preocupação da Seletiva de Kart Petrobras com o automobilismo como um todo. Depois de ajudar na criação da FAEM, os promotores estão empenhados em fazer o máximo para apoiar o mesmo projeto no Sergipe. E apesar dos objetivos paralelos, a meta da Seletiva de Kart Petrobras permanece a mesma: auxiliar a carreira de jovens pilotos, oferecendo um prêmio em dinheiro para facilitar a passagem para o automobilismo. É de olho na briga por este prêmio que pilotos de fora da região disputarão a primeira corrida da história do circuito de Aracajú. Felipe Pohletto, César Ramos, Lucas Finger, Pedro Nunes e Rafael Blanco já confirmaram presença especialmente para tentar a vaga. O kartódromo, por enquanto, ainda está fechado. Só estará disponível para treinos livres a partir da sexta-feira (6). No sábado (7), serão realizadas a tomada de tempo e as duas corridas da programação. O piloto classificado será aquele que marcar mais pontos na soma das duas baterias da categoria Força Livre (que equivale a Graduados). Até o momento, dez dos doze finalistas da Graduados A já estão definidos. São eles: Guilherme de Conto, Mario Romancini, Claudio Cantelli, Caio Zanani, Sérgio Jimenez, Clemente Faria Jr., Vinícius Quadros, Fernando Cevallos, Rafael Suzuki e Lucas Rodrigues.