Entrevista do Mês – Outubro – Gabriel Sereia – finalista da Seletiva de Kart Petrobras 2015


 


O paulista Gabriel Sereia garantiu sua vaga na terceira etapa classificatória para a Seletiva, no final de agosto, no Maranhão. O piloto de 16 anos conta nesta entrevista sobre sua expectativa para a primeira final do evento, sobre ter morado fora do país e os principais resultados de sua carreira no kart.


1. Você tentou conquistar uma vaga na final da Seletiva de Kart Petrobras 2015 desde a primeira etapa e vinha batendo na trave até conseguir no Maranhão. Que estratégia usou para não desanimar e manter o foco para estar na final?

Sim, eu estava tendo muito azar nas primeiras corridas para conquistar a vaga, mas como sempre tive total apoio da minha família e de minha equipe ONS MOTORSPORT.

2. É a primeira vez que vai disputar uma final da Seletiva de Kart Petrobras, como está sua expectativa? Tem feito alguma preparação especial? Já conversou com algum ex-finalista para saber como é a disputa?

Espero um ótimo resultado na Seletiva, gosto quando o equipamento é sorteado e igual para todos. Estou me preparando bastante fisicamente na academia, pois não tenho muitas condições de treinar fora da semana de corrida.

3. Você já morou fora do Brasil, competindo de kart na Europa. O que achou da experiência? Quais competições disputou e como foram os resultados?

Adquiri muita experiência, amadureci muito quando o assunto é tomar decisões em uma corrida. Eu disputei os principais campeonatos de kart do mundo, fiz o possível com o equipamento que tinha e meus melhores resultados foram: 13º no mundial de kart de 2013, só disputando a 1 etapa em Sarno-IT, pois não tive condições financeiras de disputar a última etapa que aconteceu no Bahrain e terceiro lugar no campeonato italiano de 2014.

4. Quais as principais lições que tirou deste período correndo na Europa?

A principal lição que aprendi na Europa foi ouvir dicas de grandes nomes do kartismo como Mauro Pozzi que trabalhou durante anos com Fernando Alonso.

5. Quais as suas principais conquistas no kart?

Minhas principais conquistas foram: Campeonato Brasileiro e Sul Brasileiro.

6. Se for um dos vencedores da Seletiva 2015, quais ações do programa de orientação mais gostaria de participar e por quê?

Eu gostaria muito de participar do teste com o fórmula Renault, pois nunca guiei nada além do kart.

7. Qual o seu objetivo para o futuro? Já tem um planejamento para a sua carreira no automobilismo?

Não tenho nada definido para o futuro, tudo vai depender de patrocinadores, pois minha família não tem condições financeiras de me manter nem mesmo no kart.

8. Você teve a influência de alguém da sua família para começar a correr? Como foi o começo no kart? Quantos anos você tinha?

Tive influência do meu pai, Claudio Sereia, que já corria de kart antes deu nascer, a primeira vez que sentei em um kart foi aos 6 anos de idade.